Para Edificar o seu Fim de Semana(e vida)!!!

7 de ago de 2009

Terremotos

Dizem que passado o terremoto de Lisboa (1755), o Rei perguntou ao General o que se havia de fazer.
Ele respondeu ao Rei: 'Sepultar os mortos, cuidar dos vivos e fechar os portos'.
Essa resposta simples, franca e direta tem muito a nos ensinar.
Muitas vezes temos em nossa vida 'terremotos' avassaladores, o que fazer?
Exatamente o que disse o General: 'Sepultar os mortos, cuidar dos vivos e fechar
os portos'.
E o que isso quer dizer para a nossa vida?
Sepultar os mortos significa que não adianta ficar reclamando e chorando o passado.
É preciso 'sepultar' o passado.
Colocá-lo debaixo da terra.
Isso significa 'esquecer' o passado.
Enterrar os mortos.
Cuidar dos vivos significa que, depois de enterrar o passado, em seguida, temos que,
cuidar do presente.
Cuidar do que ficou vivo.
Cuidar do que sobrou.
Cuidar do que realmente existe.
Fazer o que tiver que ser feito para salvar o que restou do terremoto.
Fechar os portos significa não deixar as 'portas' abertas para que novos problemas possam surgir ou 'vir de fora' enquanto estamos cuidando e salvando o que restou do terremoto de nossa vida.
Significa concentrar-se na reconstrução, no novo.
É assim que a história nos ensina.
Por isso a história é 'a mestra da vida'.
Portanto, quando você enfrentar um terremoto, não se esqueça: enterre os mortos, cuide dos vivos e feche os portos.


"O SENHOR será também um alto refúgio para o oprimido; um alto refúgio em tempos de angústia". Salmo 9:9

"O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã”. Salmo 30:5

"TU és o lugar em que me escondo; TU me preservas da angústia; TU me cinges de
alegres cantos de livramento”. Salmo 32:7

"DEUS é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia”. Salmo 46:1


"Invoquei o SENHOR na angústia; e o SENHOR me ouviu, e me tirou para um lugar
largo”. Salmo 118:5

0 comentários: